Justiça de SP nega habeas-corpus aos bispos da Renascer

O desembargador Ubiratan de Arruda, da 9ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou nesta sexta-feira a liminar do habeas-corpus de Estevan Hernandes Filho e Sonia Haddad Moraes Hernandes, bispos da Igreja Renascer. De acordo com o TJ, o advogado do casal Hernandes pedia a suspensão da ordem de prisão preventiva decretada pelo juiz da 1ª Vara Criminal da capital. O desembargador entendeu que a prisão tem por fundamento "o comportamento de quem, processado por crime grave, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, persevera na prática de atos que, em tese, caracterizam o mesmo crime a evidenciar o intuito de dificultar a apuração da verdade, no processo a que respondem, causando embaraços à instrução criminal e de conseqüência à aplicação da lei penal".O mérito do habeas-corpus ainda será julgado pelo relator e mais dois desembargadores.O casal foi preso na terça-feira nos Estados Unidos por ter desembarcado no país com uma quantia de dinheiro superior à permitida. A Justiça brasileira pediu a prisão e a extradição do casal, que responde a crimes de corrupção, sonegação e lavagem de dinheiro.ParadeiroO consulado dos Estados Unidos em São Paulo divulgou nota na quinta afirmando que "o casal da Igreja Renascer encontra-se detido no Federal Detention Center (FDC), em Miami, por motivos relacionados com sua situação junto ao Serviço de Imigração dos EUA". De acordo com o consulado, o casal está em celas separadas, dividindo espaço com os outros presos. É a terceira informação oficial sobre o paradeiro dos bispos desde que eles foram presos pela Polícia de Imigração americana, na terça-feira. Até a manhã de quarta, promotores do Gaeco divulgavam informação recebida de agentes do FBI de que Estevam Hernandes afirmou ser responsável pelos dólares e continuava preso - e Sônia foi liberada ao dizer que não sabia que levava as notas em sua bagagem. A Divisão de Cooperação e Operações Policiais Internacionais da Polícia Federal, representante da Interpol no Brasil, informou que os dois já estavam soltos. Advogado do casal, Luiz Flávio Borges D´Urso afirmou que seus clientes foram liberados na quinta-feira após pagar fiança de US$ 5 mil. "A advogada que está cuidado do caso lá, Angelita, me informou que eles agora já foram mesmo liberados." Filho do casal Hernandes, Felipe, o Bispo Tid, disse em programa exibido na rede de TV da Renascer que foi com os pais para Miami, mas retornou ao Brasil porque a família teve problemas na alfândega. E afirmou que os bispos foram apenas retidos por algumas horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.