Justiça decreta prisão de homens que abateram helicóptero da PM no Rio

Em outubro de 2009, quadrilha, pertencente ao Comando Vermelho, invadiu o Morro dos Macacos para tomar posse de postos de vendas de drogas controlados por rivais

Priscila Trindade, estadão.com.br

14 de setembro de 2010 | 18h55

SÃO PAULO - A Justiça do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira, 14, que decretou a prisão preventiva de quatro acusados de provocarem a queda e o incêndio num helicóptero da Polícia Militar, em outubro de 2009. Três policiais morreram no episódio.

 

Segundo a decisão da 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, Fabiano Atanásio da Silva, Leandro Domingos Berçot, Luiz Carlos Santino da Rocha e Magno Fernando Soeiro Tatagiba de Souza responderão pelos crimes de associação para fim de tráfico de entorpecentes, com emprego de arma de fogo, e homicídio, consumado e tentado, em estrutura de organização criminosa.

 

No dia 17 de outubro de 2009, a quadrilha, pertencente ao Comando Vermelho, invadiu o Morro dos Macacos controlada pelo grupo criminoso rival Amigo dos Amigos, para tomar posse dos postos de venda de drogas no local.

 

A Polícia Militar foi acionada para intervir. Um helicóptero da corporação foi derrubado a tiros enquanto sobrevoava a área.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.