Justiça decreta prisão de mãe adotiva de Pedrinho

O juiz da 10ª Vara Criminal de Goiânia, Adegmar José Ferreira, decretou a prisão da empresária Vilma Martins Borges, acusada de sequestrar Pedro Braule Pinto, o Pedrinho, criado por ela como Osvaldo Borges Junior, informou a rádio CBN. O mandado foi expedido há dois dias e, desde então, a polícia tenta localizar a empresária, que, segundo o delegado Antônio Gonçalves, titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), está foragida. O delegado remete hoje ao Judiciário os dois inquéritos que envolvem Vilma Martins: o desaparecimento de Pedrinho, seqüestrado de uma maternidade em Brasília há 17 anos, e o de Aparecida Fernanda, raptada de uma maternidade de Goiânia há 24 anos e criada por ela como Roberta Jamile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.