Justiça decreta prisão de taxista acusado de matar namorada

A Justiça decretou ontem a prisão temporária do taxista Marcus Laurentino da Silva, de 35 anos, suspeito de ter assassinado a namorada, Camila Alves Araujo, 17. Recepcionista de uma loja doShopping Iguatemi, a vítima foi encontrada morta com quatro tiros no dia 22, na Marginal do Pinheiros, na zona sul de São Paulo. Na noiteanterior, segundo o Departamennto de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ela foi vista por uma testemunha tentando sair de um Corsa em movimento, na Avenida Cidade Jardim, na zona sul. O namorado, que tem um Corsa, não aparece em casa desde a manhã do dia 22.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.