Justiça decreta sigilo nas investigações da morte de casal em SP

A Justiça paulista decretou sigilo nas investigações das mortes dos publicitários Luiz Carlos Rugais, de 40 anos, e Alessandra de Fátima Troitiño, 33 anos. A informação é do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), cujos policiais passaram boa parte do dia colhendo indícios na mansão do casal, na zona oeste de São Paulo.Os dois foram assassinados a tiros na noite de domingo, dentro de casa. Segundo a polícia, o provável assassino conhecia o casal, pois nada foi roubado da casa e não há sinais de arrombamento nas portas externas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.