Justiça determina exoneração de delegado de São José dos Campos

A Justiça de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, determinou que o ex-delegado assistente da Delegacia Seccional de São José dos Campos, Antonio Agnaldo Fracarolli, seja exonerado do cargo. Na sentença, assinada pelo juiz Ricardo Pereira, a Justiça reconhece a conduta indevida do delegado de participar de um esquema de cobrança de propina para o funcionamento ilegal de máquinas caça-níqueis."Assim, reconhecida a conduta improba do réu deve ser aplicada a penalidade máxima de perda de cargo", diz a sentença, na página 12. O delegado também perde os direitos políticos por três anos.Desde que foi denunciado pelo Ministério Público, há dois anos, o delegado Agnaldo Fracarolli foi afastado do cargo que exercia na delegacia seccional. Chegou a ganhar licença-prêmio, voltou a ocupar a função de delegado em Jacareí, e agora, alegando depressão, está em licença de saúde.Segundo investigação do Gaerco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado) outros delegados e policiais civis estão envolvidos no esquema dos caça-níqueis no Vale do Paraíba. Ainda segundo o Gaerco, o grupo de policiais movimentava R$ 600 mil por mês, cobrando "caixinha" dos comerciantes que tinham máquinas caça-níqueis nos estabelecimentos comerciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.