Justiça do ES afasta juiz que foi preso com ecstasy

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo afastou nesta quinta-feira o juiz Vladson Couto Bittencourt, que no domingo foi preso em uma boate no Rio com seis comprimidos de ecstasy. O afastamento foi assinado pelo presidente do tribunal, desembargador Adalto Dias Tristão, e deve ser publicado no Diário Oficial da Justiça desta sexta-feira. O juiz, de 41 anos, também foi afastado do cargo que ocupava na Justiça Eleitoral.A prisão do juiz, realizada pelo policial civil Carlos Alexandre Carlota, ocorreu às 2 horas de domingo, na boate The Place, na Avenida 13 de Maio, centro. Levado para a 5.ª Delegacia Policial (Centro), Bittencourt afirmou que só prestaria depoimento em juízo. Autuado por posse de entorpecente, ele foi liberado.Na segunda-feira, o juiz esteve no Tribunal de Justiça do Espírito Santo, onde responderá a um processo criminal e outro administrativo, e pediu afastamento de suas funções. A assessoria da Casa informou que Bittencourt tem 15 dias, contados desde a segunda, para apresentar sua defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.