Justiça do Mato Grosso decreta prisão preventiva de donos da Planam

A pedido do procurador da República, Marcio Lúcio Avelar, a Justiça do Estado de Mato Grosso decretou nesta terça-feira a prisão preventiva, até que termine o processo, de Darci Vedoin e seu filho Luiz Antonio Vedoin, proprietários da Planam, empresa que atuava como pivô da máfia dos sanguessugas.Darci e Luiz Antonio estavam sob prisão temporária mas ganharam a liberdade porque se mostraram dispostos a colaborar na apuração do processo dos sanguessugas.O procurador, no entanto, entendeu que eles violaram o benefício ao terem ocultado provas e negociado a divulgação de documentos.A Justiça renovou por mais cinco dias a prisão temporária de Valdebran Padilha, Gedimar Passos e do Paulo Roberto Trevisan, envolvidos na negociação para a venda de dossiê com denúncias contra tucanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.