Justiça do PR vai ouvir deputado envolvido em acidente que deixou 2 mortos

Carli Filho estava com a habilitação suspensa e havia ingerido bebida alcoólica quando se chocou com outro carro, matando os dois ocupantes

Julia Baptista, do estadão.com.br,

10 de agosto de 2010 | 10h06

SÃO PAULO - O ex-deputado estadual do Paraná Fernando Ribas Carli Filho será interrogado a partir das 13h30 desta terça-feira pelo juiz Daniel Ribeiro de Avelar da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba. Em 7 de maio de 2009, Carli Filho - que estava com a carteira de habilitação suspensa -, dirigia um Passat que se chocou contra um Fit, conduzido por Gilmar Rafael Yared, de 26 anos, e que tinha como passageiro Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos. Ambos morreram.

 

A acusação tenta provar que Carli Filho agiu com dolo eventual, ao ingerir bebida alcoólica antes de dirigir e trafegar em altíssima velocidade. O magistrado terá dez dias para decidir se Carli Filho vai a júri popular, mas, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Paraná, a decisão pode sair ainda hoje.

 

O ex-deputado não compareceu à primeira audiência de instrução e julgamento do processo no qual é denunciado por duplo homicídio com dolo eventual (assumiu o risco de matar), realizada em fevereiro deste ano, em Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.