Justiça do Rio determina libertação de Black Blocs

Três acusados de administrarem o perfil do grupo no Facebook foram presos no começo do mês

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2013 | 18h22

RIO - A juíza da 27.ª Vara Criminal, Simone Ferraz, determinou a libertação dos três acusados de administrarem o perfil Black Bloc RJ, no Facebook. Henrique Palavra Vianna, Daniel Guimarães Ferreira e Jahn Gonçalves Traxler foram presos no último dia 6 pelos crimes de formação de quadrilha armada e incitação à violência. Eles estão em Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste.

Os advogados do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH), coletivo de advogados voluntários que defendem os jovens, pediram a liberdade provisória dos três rapazes, alegando que são estudantes, têm bons antecedentes e casa própria. "Além disso, o delito de formação de quadrilha armada não procede. Não havia arma. Havia um objeto (feito de pregos) que não foi usado em nenhum delito", afirmou o advogado Felipe Coelho.

Os jovens devem ser liberados na manhã desta sexta-feira. Segundo o advogado, não há tempo hábil para o alvará chegar ao presídio.

Mais conteúdo sobre:
Black BlocFacebookprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.