Justiça Eleitoral vai contratar carro particular para transportar eleitores

PIAUÍ

, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) pode contratar carros particulares para transportar eleitores e, com isso, reduzir o índice de abstenção no Estado, mas não permitirá o uso de veículos públicos. A medida foi anunciada pelo desembargador Raimundo Eufrásio, presidente do TRE-PI, após reunião com representantes das duas chapas concorrentes.

O senador eleito Wellington Dias (PT) chegou a sugerir que veículos do Estado e das prefeituras fizessem o transporte, mas o PSDB, do candidato de oposição Silvio Mendes, alegou que isso privilegiaria o governador Wilson Martins (PSB), que tenta a reeleição. "Eles não tiveram essa preocupação no primeiro turno", afirmou o presidente do PSDB, deputado Luciano Nunes Filho. Na votação do dia 3, o índice de abstenção no Piauí foi de 19,83%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.