Justiça fecha acordo para combater tráfico de pessoas

O tráfico internacional de mulheres, crianças e adolescentes movimenta por ano entre US$ 7 bilhões e US$ 9 bilhões. A estimativa é de que o lucro das redes com cada pessoa transportada ilegalmente de um país para outro chegue a US$ 30 mil, segundo dados do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Unodoc).Para combater esse tipo de crime, o Ministério da Justiça e o Unodoc firmaram nesta segunda-feira, 27, acordo para execução do 2º Projeto de Controle do Tráfico Doméstico e Internacional de Pessoas no País. O primeiro acordo desse tipo vigorou no Brasil de 2002 a 2005.Além do acordo, o Ministério promove até terça, 28, o 1º Seminário Luso-Brasileiro sobre Tráfico de Pessoas e Imigração Irregular, no qual serão discutidas, além do combate ao tráfico de pessoas, formas eficazes de assistência social às vítimas, em sua maioria brasileiras de baixa renda, com idade entre 18 e 27 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.