Marinha do Brasil
Marinha do Brasil

Justiça francesa decide arquivar processo contra Air France por acidente

Tragédia deixou 228 mortos em 2009; associação de vítimas deve recorrer

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2019 | 19h19

PARIS - Dez anos depois da morte de 228 pessoas no acidente do voo Rio-Paris, a Justiça francesa decidiu nesta quinta-feira, 5, arquivar o processo contra as companhias Airbus e Air France por causa do acidente. Os juízes responsáveis pelo caso não atenderam ao pedido dos promotores, que haviam se posicionado a favor de ação unicamente contra a companhia francesa, posição que havia sido criticada por associações de vítimas.

Nesta investigação, que começou há mais de uma década, as duas empresas foram acusadas por "homicídio involuntário". No documento de 189 páginas, assinado em 29 de agosto, ao qual a agência AFP teve acesso, os juízes Nicolas Aubertin e Fabienne Bernard estimaram que o problema foi causado por uma combinação "fatores que nunca antes haviam ocorrido e que, por isso, os perigos não poderiam ser percebidos antes". A associação de vítimas deve recorrer da decisão. /REUTERS


 

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Air France-KLMacidente aéreo

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.