Divulgação/BM
Divulgação/BM

Justiça julga ex-soldado americano acusado de homicídio em SC

David Herold é considerado um especialista em táticas de guerrilha e armamentos, segundo o MP, dava treinamento militar a criminosos

Luciano Nagel, Especial para o Estado

29 de março de 2016 | 12h39

PORTO ALEGRE - O ex-soldado do Exército dos Estados Unidos David Beckhauser Santos Herold enfrentará nesta terça-feira, 29, o banco dos réus em Florianópolis. O norte-americano é acusado de cometer um assassinato e uma tentativa de assassinato na capital catarinense. O réu é considerado um especialista em táticas de guerrilha e armamentos e será julgado, com seu comparsa, pela morte de Thiago Polucena de Oliveira, de 24 anos, executado a tiros no dia 26 de março de 2014. 

Durante a ação, a dupla teria tentado matar o irmão de Thiago, Leonardo Polucena de Oliveira, que sobreviveu aos ferimentos. O crime, segundo denúncia do Ministério Público de Santa Catarina, estaria relacionado à disputa pelo tráfico de drogas na região. A polícia suspeita que o "Americano", como é conhecido, dava treinamento militar a criminosos catarinenses, por causa de sua experiência em dois períodos de guerra no Afeganistão.

O ex-militar do Exército estadunidense, David Backhouser Santos Herold, foi preso no dia 30 de abril do ano passado, em uma ação conjunta da Brigada Militar do Rio Grande do Sul e Polícia Militar de Santa Catarina. A prisão ocorreu em um sítio no interior do município de Viamão, Região Metropolitana de Porto Alegre. Na época, outros três catarinenses foram detidos. No local foram apreendidas drogas, como maconha e comprimidos de ecstasy, joias e dinheiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Florianópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.