Justiça libera 685 detentos do interior para o Dia dos Pais

A Vara de Execuções não aceitou o pedido do Ministério Público e decidiu liberar 685 detentos do Instituto Penal Agrícola (IPA) de São José do Rio Preto para a saída temporária do Dia dos Pais.O MP havia pedido o cancelamento da saída devido à possibilidade dos ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) neste fim de semana.Com isso, os presos saem na manhã desta sexta-feira com a promessa de voltar na manhã de terça. Os que não voltarem serão considerados fugitivos. Na região Oeste do Estado, mais de 1,3 mil detentos solicitaram o benefício da saída temporária no Dia dos Pais.O promotor Antonio Baldin, que havia pedido a revogação da saída, não concordou com a decisão do juiz da Vara de Execuções, Zurich Oliva Neto. "Vejo essa saída com preocupação porque estamos vivendo um momento atípico", disse.Segundo ele, a revogação seria uma maneira de proteger a sociedade e os próprios detentos. "O problema é que esta saída vai contra os interesses coletivos, da sociedade", afirmou. Baldin, no entanto, se disse satisfeito com as precauções tomadas pela polícia, que adotou esquema especial para evitar os atentados.Num encontro, as polícias Civil e Militar decidiram fiscalizar se os presos vão cumprir mesmo as visitas aos familiares. A intenção da polícia é checar se os detentos vão visitar familiares ou se vão aproveitar a saída para praticar crimes. Durante o indulto do Dia das Mães, um deles matou o dono de uma casa lotérica num assalto em Rio Preto. Outros foram flagrados praticando atentados."O problema é que a maioria dos presos vai para casas de parentes na capital, mas os que ficarem aqui estaremos de olho neles", afirmou o delegado do Departamento de Polícia do Interior 5 (Deinter-5) Antônio Mestre Filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.