Justiça manda exumar corpo de ex-prefeito

A Justiça mandou exumar o corpo do ex-prefeito de Coronel Macedo, Antônio Batista Tonon (PR), depois da suspeita de que ele poderia ter forjado a própria morte. O pedido foi feito pela seguradora de um banco que terá de pagar o seguro de vida feito pelo ex-prefeito. Quando morreu, em dezembro de 2007, Tonon estava com a prisão decretada, por suspeita de participação no assassinato de um vereador da oposição, que votaria por sua cassação. Tonon teria se afogado numa praia do Paraná. O corpo foi encontrado três dias depois e levado em caixão lacrado para Coronel Macedo. O resultado do exame de DNA, feito ontem, sairá em 40 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.