Justiça mantém turista italiano preso

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará negaram anteontem o relaxamento de prisão do turista italiano de 48 anos detido há sete dias no 2º Distrito Policial de Fortaleza. A Justiça alega que precisa ouvir a posição da juíza da 12ª Vara, Maria Ilna de Castro, onde está o pedido de anulação do flagrante. O italiano é acusado de estupro vulnerável. Ele foi flagrado beijando a boca de uma de suas filhas, de 8 anos, na terça-feira, na piscina da barraca Croco Beach, na Praia do Futuro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.