Justiça nega liberdade para Suzane Richthofer

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou nesta quinta-feira o habeas corpus que pleiteava a soltura Suzane Louise von Richthofer, acusada de planejar o assassinato de seus pais, em outubro de 2002.Protagonista de um dos crimes de maior repercussão nos últimos anos, Suzane, que tem 21 anos, está presa preventivamente, assim como o seu ex-namorado Daniel Cravinhos de Paula e Silva e do irmão dele, Cristian Cravinhos de Paula e Silva. Ela abriu as portas da residência aos irmãos Paula e Silva, que mataram o casal a pauladas e por asfixia, surpreendendo-o durante o sono. A seguir, alteraram a cena do crime para simular latrocínio. A defesa de Suzane, que vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça, alegou que ela é primária e tem bons antecedentes, e que em liberdade tomaria conta da avó de 85 anos que estava disposta a acolhê-la em sua casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.