Justiça nega libertação de Naya

O ex-deputado federal Sérgio Naya continuará preso no Ponto Zero da Polinter, no Rio de Janeiro. A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou hoje o pedido de liminar encaminhado pela defesa do ex-deputado, que é dono da construtora Sersan, responsável pela construção do edifício Palace 2, que desabou em 1988 matando oito pessoas no Rio. Até hoje, apenas um dos moradores foi indenizado. Os demais moram em residências improvisadas e hotéis.Naya está preso desde o último dia 15, quando foi flagrado por policiais federais tentando embarcar de Porto Alegre com destino ao Uruguai. Ao ser preso, o ex-deputado alegou que pretendia obter no país vizinho um empréstimo para pagar as indenizações aos proprietários dos apartamentos do Palace 2.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.