Justiça nega transferência de Beira-mar para o Rio

O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, vai continuar na penitenciária de segurança máxima de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo, onde está submetido ao regime disciplinar diferenciado (RDD), que é bem mais rígido do que o imposto a presos considerados menos perigosos.Os ministros da 3ª Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitaram recurso com o qual os advogados do traficante pretendiam cassar decisão anterior do STJ que impede a transferência de Beira-Mar para o Rio de Janeiro.A defesa argumentou que o traficante está preso ilegalmente no regime RDD. De acordo com os advogados, Beira-Mar está submetido a esse regime especial há mais de 500 dias, tempo superior ao permitido pela legislação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.