Justiça ordena prisão de 69 PMs no Rio de Janeiro

O juiz Marcelo Villas, da 1ª Vara Criminal de Madureira, decretou a prisão preventiva de 69 policiais militares. Eles foram investigados pela Polícia Federal, na Operação Tingüi, e são acusados de envolvimento com o tráfico da Favela do Muquiço, na zona norte. Os policiais estão presos desde 15 de dezembro, data em que a Justiça havia decretado a prisão temporária do bando. Dos policiais militares, 40 estavam lotados no 14.º Batalhão da PM (Bangu, zona oeste).O comandante desse batalhão foi preso no mesmo dia, em outra operação da PF, que investiga a máfia dos caça-níqueis. Os 69 policiais são acusados extorsão, extorsão mediante seqüestro, corrupção passiva e de auxiliarem no tráfico de entorpecentes da favela. Na decisão desta sexta-feira, o juiz Marcelo Villas também determinou a prisão do traficante Bruno da Silva Loureiro, chefe do tráfico na Favela do Muquiço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.