Justiça permite que idosa doente cumpra pena em casa

O juiz-corregedor da Vara de Execuções Criminais de Fortaleza, Ademar Mendes Bezerra, atendeu ao pedido do delegado Wilder Brito e determinou, no início da noite desta quarta-feira, que a pensionista Maria Mendes Santana, de 72 anos, cumpra em casa os 30 dias de prisão pelo não pagamento de pensão alimentícia para uma neta adolescente.Maria Santana está presa desde esta terça-feira por ordem da Justiça de Joaçaba (SC), onde mora uma ex-nora e a neta de 17 anos. O delegado Wilder Brito disse que não tinha como manter a pensionista na delegacia. Maria Santana deve voltar para casa na noite desta quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.