Justiça quer reverter transferência de presos para Bangu 3

A Defensoria Pública do Estado entra até o fimda semana com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça para tentar reverter a transferência de 448 presos do presídio Alfredo Tranjan (Bangu 2) para a penitenciária Dr. Serrano Neves (Bangu 3), unindo na mesma unidade criminosos de facções rivais. A medida foi tomada pela Secretaria de Administração Penitenciária sob alegação de que enfraqueceria o poder dessas facções nos presídios, mas esbarrou na resistência de funcionários, presos e familiares, que temem brigas internas. Desde a manhã de segunda-feira, 4.350 detentos estão em greve de fome.Hoje, uma comissão formada por Defensores Públicos, representantes dos conselhos regionais de Psicologia e Serviço Social, e do Conselho da Comunidade ? órgão de controle do sistema penitenciário, que reúne entidades civis ? foi impedida de realizar uma vistoria em Bangu 3. Eles foram informados de que estava ocorrendo uma transferência interna de presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.