Justiça revoga prisão preventiva de controlador

Ele e outros sete controladores são acusados de incitamento e crítica indevida por participação em greve

Liege Albuquerque, do Estadão,

30 Agosto 2007 | 18h24

O Conselho Permanente de Justiça da Aeronáutica revogou na quarta-feira, 29, a prisão preventiva do primeiro-sargento Rivelino Barbosa de Paiva. Ele e outros sete controladores de vôo são acusados de incitamento e crítica indevida, por participação em greve no dia 30 de março deste ano, além de concederem entrevistas à imprensa sem autorização. O juiz da 12ª Circunscrição Judiciária Militar, José Barroso Filho, que preside o Conselho, disse que, até agora, não encontrou indícios de participação de Paiva no crime de incitamento, mas este admitiu ter dado entrevistas por não saber que não era permitido. A decisão de liberar o sargento foi unânime no Conselho, que é formado, além do juiz, por um coronel e três capitães da Aeronáutica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.