Justiça suspende construção do metrô no Ceará

Para MP, metrô provocaria degradação ao meio ambiente e desvalorização de imóveis

Solange Spigliatti,

27 Março 2012 | 10h30

São Paulo, 27 - A Justiça do Ceará suspendeu nesta segunda-feira, 26, a licença para a construção do metrô na cidade de Sobral, distante 250 km de Fortaleza.

O órgão público responsável deve tomar as medidas cabíveis para a paralisação da obra no prazo de até 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 50 mil, segundo o TJ.

De acordo com ação do Ministério Público do Ceará, contra a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), o Estado do Ceará e o Município de Sobral, a construção do metrô causa degradação ao meio ambiente e viola o Plano Diretor da cidade, além de gerar transtornos à população, pois "está sendo realizada sem planejamento urbano e estudo ambiental", provocando desvalorização dos imóveis.

Mais conteúdo sobre:
metrôcearáconstrução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.