Justiça uruguaia decreta prisão de brasileiro por tentativa de roubo

Suspeito é acusado de integrar quadrilha que tentou roubar um avião na quinta-feira; outros dois brasileiros foram soltos por ‘falta de provas’

O Estado de S.Paulo

21 Abril 2018 | 03h26

MONTEVIDÉU – A Justiça do Uruguai decretou nessa sexta-feira, 20, 180 dias de prisão preventiva contra um brasileiro acusado de tentativa de roubo de um avião do Aeroporto de Salto, no nordeste do país, na quinta-feira, 19. Um uruguaio e dois paraguaios também foram detidos.

Segundo o jornal El País, o quarteto foi acusado de formação de quadrilha e roubo. A prisão preventiva foi ordenada pela juíza Lucía Granucci sob justificativa de “risco de fuga e importância dos crimes” supostamente cometidos.

+ Brasileiro é preso com 10 kg de metanfetamina em aeroporto do Uruguai

O brasileiro e um dos dois paraguaios detidos são pilotos de avião profissionais e, segundo a imprensa local, buscavam levar duas aeronaves. Fontes da polícia disseram que os suspeitos já tinham roubado combustível para aviões em Colônia, no sudoeste do Uruguai.

+ Turista brasileiro morre após ser atingido por bala perdida em Montevidéu

Outros dois brasileiros que supostamente integravam o grupo foram liberados por “falta de provas”. //EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.