Justiceiro é preso na zona norte de SP

Após quatro meses de investigação, a polícia prendeu ontem à tarde o justiceiro Eduardo Guilherme dos Santos, 27, conhecido como "Nenê Matador", e que atuava na zona norte de São Paulo. Após ser preso, o justiceiro confessou a autoria de 13 assassinatos e disse que as vítimas eram apenas estupradores e usuários de drogas. Dos Santos costumava agir sozinho e durante a noite, quando podia surpreender as vítimas, que não conseguiam esboçar qualquer tipo de defesa.Eduardo foi preso na tarde de ontem quando conversava com um grupo de pessoas na Favela do Crime da Mala, localizada no Tremembé, zona norte de São Paulo, e não ofereceu resistência à prisão. Durante depoimento aos policiais, o justiceiro considerava seus atos como um seviço à comunidade, pois estava retirando da ruas apenas "maus elementos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.