Justificativa de Serra para atacar PT é inconcebível, diz Mercadante

O candidato do PT ao governo do Estado, senador Aloizio Mercadante, afirmou que considera graves as declarações de seu adversário José Serra (PSDB)- que amenizou as críticas feitas na semana passada, quando levantou suspeitas de ligação entre o PT e o PCC. "Ele (Serra) disse que fez isso para que o PT não tivesse benefícios eleitorais, o que do meu ponto de vista é inconcebível, só agrava a situação", disse Mercadante antes de iniciar caminhada pelas ruas comerciais do bairro de Santana, na zona norte da capital. Ontem, Serra disse que "a reação do PSDB foi para que eles (PT) não faturassem eleitoralmente" em cima da crise de segurança.Durante a caminhada de quase uma hora, Mercadante encontrou simpatizantes, mas também ouviu muitos pedidos, reclamações e críticas ao mensalão e até mesmo sobre o caso Celso Daniel.Em conversa com o ambulante legalizado Paulo Manuel Nascimento, que reclamou da violência e a falta de segurança que os obriga a guardar as bancas todas as noites, Mercadante disse que no "Estado inteiro eu só ouço essa insegurança da sociedade com a violência, e ainda querem fazer um acordo para não discutir a violência". Questionado sobre tal acordo mencionado na conversa, Mercadante disse que soube do acordo pelo que foi publicado na imprensa. "Acordo que vocês publicaram. A imprensa publicou que havia uma tentativa de acordo. Não há acordo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.