Kassab diz que novos ataques não prejudicarão circulação de ônibus

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PFL), disse na manhã deste sábado ao visitar o 9º Festival do Japão, no Centro de Exposições Imigrantes, na zona sul da cidade, que os incêndios que ocorreram na cidade na noite de sexta-feira e na madrugada de sábado estão sendo apurados pela Polícia Militar e pela Secretaria de Segurança Pública. "A Prefeitura como sempre solidária e integrando as ações em conjunto com o governo do Estado e Federal. Eu tenho certeza absoluta que com a conscientização de todos que estão na vida pública e todos que estão ativos na sociedade civil nós iremos enfrentar e vencer o crime. Um crime covarde que assassina pessoas ligadas à polícia e seus familiares. Um crime que na calada da noite atua. E eu estou muito tranqüilo que com tudo que está sendo feito a nosso alcance, iremos vencer este crime."Sobre o transporte público o prefeito disse que a população não será prejudicada. "Na quinta-feira as empresas começaram o dia deixando os ônibus nas garagens. Ao longo do dia, nos reunimos com a Polícia Militar, montamos um plano, chamamos as empresas e mostramos o nosso plano de ação. E, determinamos que elas voltassem para as ruas. Isso aconteceu e até então continua no dia de hoje. Elas estão circulando normalmente. E é uma obrigação por contrato das empresas."Na madrugada deste sábado, Um caminhão da empresa de lixo Eco RBS e uma lotação foram incendiados em São Paulo. Também aconteceram princípios de incêndio em uma fábrica de colchões, em um depósito de ferro velho e em um supermercado, todos na capital. Também aconteceram ataques em cidades no Interior do Estado. Algumas delas, como Bauru e São José do Rio Preto, anunciaram que repetirão o procedimento adotado na capital e que vão colocar policiais dentro dos ônibus para prevenir ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.