Kassab quer criar QG na Luz

Ideia é acompanhar reforma da área em antigo hotel desativado

, O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2009 | 00h00

É de um antigo hotel de seis andares, construído na década de 1940 perto da Estação da Luz, na região da Cracolândia, que o prefeito Gilberto Kassab (DEM) pretende acompanhar o desenvolvimento da concessão urbanística da Nova Luz, aprovado anteontem na Câmara. O prédio, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico do Estado (Condephaat), foi desapropriado em dezembro e está desocupado."Vamos utilizar para reuniões e para despachar o que disser respeito ao projeto da Nova Luz", afirmou o prefeito na manhã de ontem, após cerimônia de entrega do projeto de concessão urbanística. "Gostei do prédio e pedi aos técnicos consultarem se é possível nos instalarmos numa ?salinha? no térreo. No desenvolvimento de um projeto urbanístico, é importante acompanharmos de perto", justificou. O estudo para adaptação do antigo hotel - de 1,2 mil m², no quarteirão das Ruas dos Protestantes, General Couto de Magalhães e dos Gusmões - foi iniciado ontem pela Empresa Municipal de Urbanização (Emurb). "Há outras possibilidades, caso a estrutura esteja abalada ou a reforma seja muito cara, mas em até 60 dias o novo gabinete estará adaptado na região", disse o diretor de Desenvolvimento e Intervenções Urbanas da Emurb, Rubens Chammas. Caso se instale realmente no antigo hotel da Rua dos Protestantes, Kassab poderá ver da janela uma síntese do que ainda é, hoje, a região da Nova Luz - na vizinhança, depósitos, pensões, alguns hotéis, pequenos comércios e construções abandonadas. Mesmo durante o dia, ainda é possível encontrar usuários de drogas por ali. "Ele vai se instalar nesse hotel? Quero ver o trabalho que vão ter para adaptar?", disse o eletricista Edeir de Oliveira, de 52 anos, morador da região desde 1976. "Cada ideia..."Na cerimônia de entrega do projeto de concessão urbanística, o prefeito anunciou uma nova força-tarefa para revitalizar a região. Como parte dos esforços, nos próximos 30 dias o número de equipes que atendem moradores de rua e usuários de drogas na região será triplicado, segundo o secretário municipal da Saúde, Januário Montone. "O foco dos programas será a Nova Luz. As 10 equipes que atuam na região serão reforçadas com outras 20 equipes", disse.O projeto de concessão urbanística da Nova Luz, segundo a Emurb, será finalizado até o fim do ano. A previsão é de que em janeiro de 2010 seja elaborado o edital de licitação. "O projeto será criado a partir da avaliação das carências urbanísticas e ambientais da região. Assim, vamos definir as formas de atuação da iniciativa privada", disse Chammas. A área da Nova Luz é de 362 mil metros quadrados, com 750 imóveis previstos para desapropriação e 3,5 mil moradores na região. Os planos para revitalização da região começaram há quatro anos, ainda na gestão José Serra (PSDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.