Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução

Klara Castanho: atriz recebe apoio de colegas após ter estupro e doação de bebê expostos

Artistas prestaram solidariedade e mostraram indignação com a exposição da vida da atriz de 21 anos

Raphael Preto Pereira, Especial para o Estadão

27 de junho de 2022 | 10h52

Depois de ter a vida exposta na internet e divulgar em carta aberta que gerou um bebê após um estupro, a atriz Klara Castanho foi alvo de uma onda de solidariedade nas redes sociais. Muitos artistas, como Taís Araújo, Maísa Silva, Larissa ManoelaAntônio FagundesGiovanna Antonelli, enviaram mensagens de apoio à colega e mostraram indignação.

Na carta publicada no sábado, Klara, de 21 anos, explica que uma enfermeira ameaçou divulgar a informação sobre a entrega voluntária à adoção, prevista em lei, do bebê que gerou.

Giovanna Antonelli, que atuou com Klara na novela Viver a Vida, pediu "desculpas" à atriz. "Sinto muito. Por tudo. Você teve todos os seus direitos violados. E nada disso pode impune. Todo o meu amor.”  

A atriz Larissa Manoela também confortou a colega: “Que apesar de toda maldade a gente ainda possa ter o presente de te ver sorrir”, escreveu.  

Taís Araújo fez uma publicação com a foto de Klara e disse que precisava "acolher" a atriz. "A violência que sofreu e a sua dor tornaram-se públicas sem que fosse um desejo seu, sem que fosse garantido o seu direito à privacidade", escreveu. 

O ator Antônio Fagundes afirmou em sua mensagem: “Sinta-se abraçada e amparada por todos nós”, disse.  "Leve também um pouco de nossas forças para ser firme neste mundo tão difícil, machista e misógino".

No Twitter, Maísa escreveu para a amiga: "Amor que transborda". 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Klara Castanho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.