Ladrão de banco ligado ao PCC é preso em Londrina

Depois de cinco anos de investigações, a Polícia Federal prendeu na noite de terça-feira, 21, José Reinaldo Giroti, o Alemão, considerado um dos maiores ladrões de banco do mundo, quando ele fazia compras num supermercado de Londrina, no Paraná. O preso geralmente seqüestrava familiares de gerentes de bancos e de empresas de segurança bancária para praticar roubos. Além disso, ele é acusado de responder pelas finanças da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Na ficha de Giroti há 30 processos criminais, 25 inquéritos policiais e 15 mandados de prisão. Estimativas apontam que os roubos dos quais ele participou cheguem a R$ 100 milhões. O Alemão deve ser enviado ainda nesta quarta, 22, ao presídio de segurança de máxima de Catanduvas, Paraná.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.