'Ladrão' devolve carro para seu verdadeiro dono

Suposto criminoso diz não ter tido intenção de roubar, apenas achou que o veículo não era de ninguém

José Maria Tomazela,

30 de março de 2008 | 15h02

Depois de denunciar à Polícia Civil o furto de seu Chevrolet Opala Comodoro, ano 1977, na última terça-feira, o metalúrgico Valdeir Martins, de 36 anos, teve uma surpresa, sábado, 29. O velho carro foi devolvido pelo "ladrão", que o rebocou até o lugar de onde tinha sido levado, na frente de um condomínio de prédios populares, no Jardim Guadalajara, zona oeste de Sorocaba.   Martins mora num dos prédios e deixa o carro na rua porque está sem bateria. A lataria também está em mau estado. O autor do "furto", o pintor Eduardo da Silva Pena Félix, de 25 anos, disse que pensou que o veículo tivesse sido abandonado, por isso o levou. Ele trabalhava numa escola próxima e viu moradores de rua usando o carro para dormir. "Eu tinha a idéia de dar um trato nele e usar para trabalhar."   Aconselhado por amigos que souberam que o carro tinha dono, decidiu fazer a devolução. Ele usou seu próprio carro, um Chevette azul também velho, para rebocar o Opala. Félix só foi identificado porque, ao repor o carro no local de onde o tinha levado, esqueceu o celular no banco. Quando voltou para pegar o aparelho, foi surpreendido pelo dono, que chamou a polícia. Ele negou a intenção do furto, alegando que fez a retirada e a devolução em plena luz do dia.   O eventual crime será, agora, investigado por policiais do 9º Distrito Policial. Para Martins, o caso está encerrado. "Como o carro foi devolvido, ficou tudo bem." Agora, ele pensa em arrumar o Opala. "A documentação está em ordem." Antes, quer tentar uma participação no programa "Lata Velha", exibido por uma emissora de TV.

Tudo o que sabemos sobre:
RoubocarroSorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.