Ladrão foge da cadeia duas vezes em menos de 72 horas

O ladrão Alisson José da Silva, o "Pipoca", de 26 anos, conseguiu escapar duas vezes em menos de 72 horas da cadeia de Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador. Preso sob acusação de porte ilegal de arma, na madrugada de quarta-feira, "Pipoca" fugiu ao abrir a porta da cela e alcançar um buraco no teto do pátio onde os presos tomam banho de sol.Ele escalou um muro de seis metros e chegou na rua. Horas depois, os policiais encontraram "Pipoca" cochilando enquanto fazia a barba e cortava o cabelo no barbeiro em Humildes, na zona rural de Feira de Santana.Levado para a mesma cela de onde fugiu, "Pipoca" não ficou muito tempo no local: já estava na rua novamente quando os carcereiros fizeram a contagem diária dos presos nesta sexta-feira. Dois companheiros de cela, fugiram com "Pipoca". Os outros detentos preferiram continuar presos. Um deles disse aos policiais que "Pipoca" é chaveiro e teria conseguido abrir o cadeado da cela duas vezes com um chave improvisada, feita com um pedaço de plástico. Até a tarde de hoje, "Pipoca" não havia sido recapturado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.