Ladrão pede informação a policial militar e é preso em SP

O foragido Roberto Alexandre Andrade, 31 anos, se perdeu enquanto mantinha um refém durante um seqüestro relâmpago, na região de Perus, na zona norte de São Paulo. Então ele parou o carro para pedir informações a uma pessoa que passava pelo local, na noite de quarta-feira, 21.Sem saber, o criminoso falou com um policial militar que estava de folga. Ele suspeitou do rapaz e avisou os colegas, que prenderam o criminoso minutos depois. O bandido, armado com um revólver calibre 38, rendeu um bancário, de 29 anos - que não teve o nome revelado pela polícia. A vítima foi surpreendida quando voltava da academia, dirigindo um Volkswagen Pólo.O bandido entrou no carro e assumiu a direção. A intenção de Andrade era levar o rapaz para o município de Osasco, na Grande São Paulo, onde ficava o cativeiro.Ele ficou nervoso e se perdeu. Rodou por várias ruas até que resolveu parar e pedir informação para uma pessoa. Pegou o primeiro que viu pela frente. O assaltante não sabia mas estava falando com o soldado Márcio Xavier Ignácio.O policial desconfiou do comportamento dos dois, que estavam dentro do carro. Mas passou a informação. Logo que o Pólo arrancou, Ignácio telefonou para unidade em que trabalha e avisou os colegas.Ele passou o modelo, cor e as placas, além de informar o sentido que o carro seguiu. O Pólo foi alcançado pelos PMs na altura do Km 18 da Rodovia Anhangüera. O criminoso não quis saber de parar e acelerou. O carro foi cercado quando passava pela Avenida Jornalista Paulo Zing, em Pirituba. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Andrade fugiu no ano de 2005 da Cadeia Pública de Pacaembu. Ele tinha passagens por roubo e tráfico de entorpecentes. Dessa vez o bandido foi preso por roubo e porte ilegal de arma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.