Ladrões de banco são presos depois de fazer sete reféns

Quatro homens foram presos depois de uma tentativa de assalto a uma agência do banco HSBC, em Moema, no fim da tarde desta terça-feira. Sete pessoas foram feitas reféns e a negociação com a polícia durou mais de uma hora. Três assaltantes acabaram se entregando e o outro foi capturado durante a fuga. Por volta das 17 horas, policiais militares que passavam pelo local notaram uma movimentação estranha no banco, que havia fechado uma hora antes. Ao se aproximarem, os assaltantes - que já saíam da agência com cerca de R$ 20 mil - começaram a atirar. Um soldado da Força Tática levou um tiro de raspão na perna direita. Um assaltante fugiu e os outros três entraram novamente na agência. Segundo a polícia, além dos sete reféns, um número não identificado de pessoas estava dentro do banco na hora do assalto. O engenheiro Marcelo Kazuo Moki, de 31 anos, tirava dinheiro no caixa eletrônico quando os assantantes entraram. "Com uma marreta, eles quebraram a porta que dava acesso à agência e mandaram todo mundo deitar no chão", contou. De acordo com o responsável pela Delegacia de Roubo a Bancos do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), Rui Ferraz Fontes, os assaltantes exigiam a presença do advogado da imprensa e da Polícia Civil para se entregarem. Fontes participou dos momentos finais da negociação. Policiais disseram que uma perua aguardava os assaltantes do lado de fora e fugiu depois que o tiroteio começou, mas essa informação não foi confirmada. Não se sabe quantas pessoas estariam no veículo. Também foi levantada a hipótese de que uma mulher passava informações pelo celular para os bandidos, de dentro do Shopping Ibirapuera. A agência do HSBC fica próxima ao shopping, na Alameda Jurupis. Os três assaltantes - Ricardo Nunes Soares, de 27 anos, Ariosvaldo Caetano da Silva, de 37 anos, e Wiliam José Farias, de 25 anos - foram levados ao Deic, onde seriam interrogados na noite de hoje. Sérgio Jorge de Paula, de 25 anos, que tentou fugir, foi levado ao 27.º Distrito Policial e só chegou ao Deic por volta das 21 horas. Segundo o delegado Fontes, os assaltantes não tinham passagem pela delegacia de roubo a bancos. Foram apreendidas com eles cinco armas: uma submetralhadora, três pistolas semi-automáticas e um revólver.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.