Ladrões de carro morrem após troca de tiros com a PM

Durante uma troca de tiros com policiais militares da Força Tática do 15º Batalhão, em Guarulhos, na Grande São Paulo, no final da noite desta terça-feira, três ladrões de carro foram baleados e acabaram morrendo após darem entrada no Pronto-Socorro do Hospital Municipal Padre Bento.Armados com uma pistola 9mm, um revólver Magnum calibre 3.57 e outro calibre 22, Gilberto Bueno de Almeida, de 39 anos, Edemir Aparecido Martins Silva, de 23, e Luciano Pereira da Silva, também de 23, atiraram duas vezes contra a viatura 15008 que os perseguia pela Avenida Benjamin Harris Hunnicut, na Vila Rio de Janeiro.Ao cruzarem com o Ford Ka prata de placas CMG 9079/Guarulhos, os PMs desconfiaram do trio, que se negou a parar o carro. A perseguição se arrastou por quase 4 km, pela mesma avenida, até os bandidos baterem o carro em um barranco. Ao saírem do veículo, os criminosos começaram a atirar contra os policiais, que revidaram.O trio havia roubado o Ka da comerciante Vanessa Janaína Menezes Campos, de 23 anos, meia hora antes. A vítima, que transportava o filho, de apenas um ano e meio, foi abordada pelos bandidos, por volta das 22h, quando chegava em casa, no bairro da Penha, zona Leste da capital paulista. "Eles queriam levar a criança junto com o carro, mas ela implorou e resolveram fugir somente com o veículo", relatou o sargento PM Valdez, um dos que trocaram tiros com os criminosos.Durante a perseguição, a viatura Blazer dos policiais militares foi atingida por um dos dois tiros disparados pelos ladrões. Um dos três criminosos já possuia passagens pela polícia por roubo e furto; outro, por roubo e receptação. O caso foi registrado no 01º Distrito Policial de Guarulhos.

Agencia Estado,

19 de maio de 2004 | 03h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.