Ladrões invadem prédio no Rio. E se rendem a uma tenente

Três assaltantes invadiram um prédio no Leblon, zona sul da cidade, e mantiveram seis pessoas como reféns, hoje de manhã. Eles foram presos depois de negociarem com a polícia durante 90 minutos. À frente das negociações estava a tenente Catiane Marinho Ferreira, de 25 anos, que conseguiu convencer os ladrões a se renderem.Com eles foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola e munições. Os criminosos renderam a faxineira que chegavapara trabalhar no apartamento 601, do proprietário José André Segados Soares, por volta das sete horas. Em seguida, entraramno prédio e atacaram o porteiro João José de Lima.Os ladrões obrigaram os dois a subir até a residência, onde renderam mais quatro pessoas, entre eles um rapaz portador dedeficiência mental, de 17 anos, filho de Soares. Avisados do assalto, 25 policiais do Grupamento de Apoio Tático (GAT) do 23ºBatalhão (Leblon) cercaram o edifício, que fica na rua Desembargador Alfredo Roosevelt.Quando os assaltantes tentaram fugir utilizando a escada do prédio, foram surpreendidos pelos PMs. A partir deste momento,iniciaram-se as negociações. Os criminosos pediram à tenente Catiane que os deixassem descer junto com os reféns para oplayground a fim de negociar com a polícia. No entanto, ela não atendeu ao pedido por acreditar que eles poderiam tentar umafuga, já que a área é grande. O grupo acabou aceitando se entregar sem que fosse necessário dar um tiro.Os criminosos foram identificados como Fábio dos Santos Mariano, de 22 anos, Rafael dos Santos, 20 anos, e AlexandreNascimento Corrêa Gomes, de 27 anos. Gomes e Mariano já tiveram passagem pela polícia e estavam em liberdade condicionalpor furto. Santos é morador da Favela Cruzada São Sebastião, também localizada no Leblon.

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2004 | 18h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.