Ladrões levam bustos que ornamentavam o Passeio Público do Rio

Ladrões roubaram, hoje de madrugada, dois dos quase trinta bustos que ornamentam o Passeio Público do Rio, o mais antigo parqueurbano do Brasil, projetado no século 18 por Mestre Valentim. O Passeio Público fica no centro do Rio. Os bustos foram levadospor dois homens e uma mulher, que renderam o vigia Ênio Tomás Rocha, da empresa contratada pela prefeitura para executarobras de restauração do parque.As duas peças, arrancadas a marretadas segundo a Agência Brasil, são o busto de Mestre Valentim, de autoria do escultor Joaquim Moreira Júnior einaugurado em 1913, e o da poetisa Júlia Lopes de Almeida, esculpido por sua filha Margarida Lopes de Almeida em 1935. Cadauma das pe ças pesa cerca de 120 quilos. A Fundação Parques e Jardins, da prefeitura carioca, determinou a transferência,ainda hoje, dos 25 bustos restantes para a Divisão de Monumentos e Chafarizes do órgão. A reprodução das peças roubadasdeverá custar R$ 50 mil .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.