Ladrões roubam R$ 10 mil de fábrica e são presos

Dois assaltantes roubaram, na tarde de hoje, em Taubaté, o malote da fábrica Tauvest Confecções, dona da marca de lingerie Morisco. Os homens renderam o porteiro Odair Gonçalves dos Santos com um revólver e um fuzil e entraram na fábrica por volta das 13h20. Numa ação rápida, eles roubaram o malote com pouco mais de R$ 10 mil e fugiram para São José dos Campos pela Via Dutra. Na rodovia, outro assaltante esperava pela dupla, que trocou de carro. Por sorte, quando eles trocavam de veículo, um policial a paisana passava pelo trevo de acesso à Dutra e percebeu as armas, ligando em seguida para o Batalhão da Polícia Militar. Houve perseguição pela Dutra e troca de tiros no trecho de São José dos Campos. As polícias rodoviária federal e civil de São José foram acionadas. Os criminosos tentaram se esconder na favela Nova Detroit, em São José dos Campos, mas foram cercados por 30 policiais, sete viaturas e ainda o helicóptero Águia 6 da PM de São Paulo. Uma hora depois do cerco os policiais encontraram o primeiro acusado de fazer parte do assalto. Em seguida, prenderam Celso Ricardo, de 22 anos e Marcelo da Cunha Veri, de 33 anos. O nome do primeiro homem detido não foi divulgado, já que ele passou mal e foi levado às pressas ao pronto socorro de São José dos Campos. Com o trio, a foi encontrado apenas um revólver calibre 38. A polícia acredita que o fuzil tenha sido jogado num matagal próximo da favela. Até à tarde, a arma não tinha sido localizada. Segundo a polícia civil, a quantia roubada da fábrica de lingerie era para o pagamento do adiantamento de salário de 190 trabalhadores da Morisco de Taubaté.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.