Ladrões são presos em um arsenal de Piracicaba

Três suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubos de bancos, joalherias e empresas foram presos ontem em Piracicaba. Ronaldo Cássio, Ricardo César Ziemmer e Afrânio Reginaldo de Camargo Manso estavam em uma chácara no Bairro Itaperu, quando foram flagrados pela polícia militar. Os policiais encontraram os três em um arsenal que inclui explosivos, armas de fogo, munição, ferramentas, celulares, capuzes, uma peruca castanha e uma granada de mão desativada, utilizada para amedrontar as vítimas.Também foi encontrada com os detidos uma cópia do estatuto do Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que atua nos presídios do Estado. A prisão ocorreu na manhã de ontem, depois de uma denúncia anônima, e os três suspeitos foram levados para a cadeia de São Pedro, onde aguardam o desenvolvimento do inquérito. Cássio era procurado pela polícia por roubo de bancos. Ele estava foragido do presídio de Curitiba, no Paraná. Segundo o delegado do 5º Distrito Policial de Piracicaba, Juarez Castello Branco, os materiais apreendidos foram encaminhados para a perícia. Quadrilha - O delegado disse hoje à Agência Estado - que os presos podem integrar uma quadrilha especializada em roubos a bancos, empresas e joalherias, que vem atuando há pelo menos um ano na região de Piracicaba. O delegado explicou que a quadrilha é composta por entre 10 e 20 integrantes. A polícia trabalha ainda com a hipótese de que os suspeitos cometam crimes para arrecadar fundos para o PCC, com o objetivo de patrocinar resgates de presos que integram a facção criminosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.