Ladrões usam uniformes da Funasa em assalto no RJ

Três homens com uniformes, mochilas e crachás da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) assaltaram uma casa na Rua Moenza, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. A empresária Ikuko Nagasaco abriu a porta para os falsos agentes de saúde, que chegaram a colocar larvicida na casa antes de anunciar o assalto, e acabou sendo amarrada junto com o caseiro.Os criminosos roubaram objetos da casa e conseguiram fugir levando o carro da empresária, um Palio preto. "Qualquer pessoa abriria a porta", lamentou Ikuko na 41ª Delegacia de Polícia, ainda muito abalada com o assalto. Segundo ela, os assaltantes, para entrar na casa, usaram como argumento que fariam uma inspeção em razão da epidemia de dengue que atinge a cidade. Além dos três criminosos que entraram na casa da empresária, dois aguardavam do lado de fora. Os assaltantes estavam armados com pistolas automáticas. Com marcas de cordas nos pulsos, a empresária contou que foi ameaçada de morte pelo bandidos.Até o início da tarde, a Funasa não havia comentado o incidente. No ano passado, houve dois assaltos ao posto da Funasa de Nova Iguaçu. A polícia acredita que uma quadrilha esteja usando os uniformes, mochilas e crachás levados do posto para praticar roubos no Rio, onde foram registrados, até o momento, 120 mil casos da dengue e 43 mortes provocadas pela doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.