Lancellotti foi com casal comprar Pajero

Em 24 de janeiro, uma terça-feira, o padre Júlio Lancellotti foi com o casal Anderson Batista e Conceição Eletério ao Shopping Aricanduva, especializado em automóveis, na Avenida Aricanduva, zona leste. "Foi uma negociação normal", disse um gerente da concessionária André Ribeiro, da Honda, que pediu anonimato. Segundo ele, foi Conceição quem definiu o carro que os três levariam, uma Pajero prata 2004. A compra da Pajero foi denunciada pelo padre como parte da extorsão praticada contra ele por Batista. Segundo o gerente, muitos colegas reconheceram o padre Júlio e em nenhum momento o trio levantou nenhuma suspeita. "Ninguém viu nada estranho porque é comum atender pessoas famosas aqui", disse. Metade do valor do carro, que custou R$ 67.890, foi paga na hora e o resto, financiado em 24 vezes pelo Banco Real, em nome de Conceição. O funcionário não soube dizer se o valor foi pago em cheque, dinheiro ou transferência bancária. "Vendemos 70 carros usados por mês e já faz muito tempo."

O Estadao de S.Paulo

30 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.