Lanchonete popular é inaugurada no Aeroporto Afonso Pena, no PR

Unidade é fruto da iniciativa do Governo Federal para diminuir os preços cobrados pelas refeições em aeroportos da Copa do Mundo de 2014

Gheisa Lessa, estadão.com.br

11 de julho de 2012 | 12h34

São Paulo, 11 - A primeira unidade de lanchonete popular em aeroportos vai ser inaugurada às 15h desta quarta-feira, 11, no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, no Paraná. O unidade é fruto de uma iniciativa do Governo Federal para reduzir os preços cobrados em lanchonetes e restaurantes de aeroportos.

Para isso, a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária  (Infraero) licitou espaços em 12 aeroportos da Copa do Mundo de 2014 para a instalação de lanchonetes que não podem cobrar acima de um preço estabelecido a partir de pesquisas. A ideia é que, estimulados pela concorrência da unidade, outros estabelecimentos passem a cobrar menos pelas refeições, lanches e salgados.

Em Curitiba, serão quinze produtos oferecidos na lanchonete. O valor unitário mais alto é dos lanches naturais, que serão vendidos por R$ 3,90.  A água mineral sem gás de 500 ml  custará R$ 2,30 e o pão de queijo sai por R$ 2.

Licitação. De acordo com a Infraero, o tempo mínimo do contrato da licitação das lanchonetes populares é de 84 meses, ou sete anos. A empresa já fez licitação para os demais aeroportos, mas, segundo ela, cabe à equipe do local autorizar um espaço físico para a construção do refeitório.

Ainda segundo a Infraero, o Aeroporto de Londrina já assinou o contrato de licitação no último dia 26 de junho e será o próximo a receber a iniciativa popular. Ainda não há previsão para a chegada da unidade nos demais estados brasileiros.

O processo contou com a participação de cinco empresas e foi encerrado com o valor de R$ 33,7 mil mensais, informa a Infraero. O valor é 104% maior que o valor inicial previsto, de R$ 16,5 mil mensais.

Tudo o que sabemos sobre:
lanchonete popularaeroporto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.