Laranja que 'assina' prestação de contas é analfabeto

Novos documentos obtidos pelo Estado fazem ligação direta de laranjas com emendas do senador Gim Argello (PTB-DF), relator-geral do Orçamento da União de 2011. No dia 16 de março, o senador enviou um ofício ao ministro do Turismo, Luiz Barreto, solicitando a liberação de R$ 300 mil para o Instituto Projeto Viver realizar uma festa junina no Distrito Federal.

Leandro Colon / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2010 | 00h00

Na prestação de contas enviada ao ministério sobre o convênio está um contrato com a assinatura do jardineiro Moisés da Silva Morais - o laranja no esquema ao lado do mecânico José Samuel Bezerra. Ontem, a advogada Mônica Castro, que assumiu a defesa do jardineiro no caso, afirmou que ele não sabe ler nem escrever. "Ele é analfabeto. Sabe apenas desenhar o próprio nome", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.