Laudo confirma morte por dengue hemorrágica em Ubatuba

A cabeleireira Carmem Lúcia de Oliveira Santos, de 37 anos, moradora em Ubatuba, Litoral Norte Paulista, morreu vítima de dengue hemorrágica no dia 31 de março. A informação foi dada nesta segunda-feira, 16, pela Secretaria Municipal de Saúde, depois que um laudo do Instituto Adolfo Lutz confirmou o nível da doença. A mulher morreu em São Paulo, no Hospital das Clínicas. Ubatuba vive uma epidemia de dengue e tem 1.969 casos da doença confirmados. "São 700 confirmados por sorologia e outros 1.269 confirmados pelo exame clínico-epidemiológico", informou o superintendente da Vigilância Epidemiológica do município, Neilton Nogueira. Há ainda outras 939 suspeitas e somente 143 casos foram descartados. Depois que o município decretou a epidemia os exames por sorologia deixaram de ser feitos. "A sorologia é suspensa e todos os casos são detectados pelo critério clínico-epidemiológico", explicou o médico. Além da cabeleireira que morreu, outro caso de dengue hemorrágica nível 3 foi confirmado, mas o paciente conseguiu se recuperar e, segundo a Vigilância Epidemiológica, passa bem. "Temos ainda uma terceira suspeita de dengue hemorrágica, mas aguardamos o laudo."

Agencia Estado,

16 Abril 2007 | 19h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.