Laudo confirma morte por meningite meningocócica em SP

A causa da morte do menino Heric Wolf Santana, de 8 anos, de Serrana, no interior de São Paulo, foi confirmada nesta quarta-feira, 4, pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, segundo a Vigilância Epidemiológica de Ribeirão Preto. Heric morreu em 28 de março, no Hospital Santa Lydia, de Ribeirão, vítima de meningite meningocócica tipo B (não existe vacina para esse tipo da doença). O secretário da Saúde de Serrana, Nelson Cavalheiro Garazzo, já afirmava, no dia seguinte, que a doença era a causa da morte do garoto, devido à rapidez da evolução do quadro clínico. Porém, ainda dependia de uma confirmação oficial de um laboratório do Estado. O irmão de Heric, João Pedro, de 4 anos, teve os mesmos sintomas, horas depois, mas recuperou-se. Os dois casos de Serrana foram atendidos também em Ribeirão Preto. Segundo a chefe da Vigilância Epidemiológica de Ribeirão, Ana Alice de Castro e Silva, o município já teve três casos de meningite meningocócica neste ano, mas nenhum com óbito. Em 2006 foram seis casos sem óbitos. Em média, a cidade tem cerca de 150 casos de meningite, considerando-se os vários tipos da doença, como virais e bacterianas.

Agencia Estado,

04 Abril 2007 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.