Lei de cotas mexe em vagas federais

De acordo com o projeto, 50% das vagas nas federais devem ser ocupadas por alunos de escolas públicas

O Estado de S.Paulo

10 Agosto 2012 | 09h30

O Senado aprovou na noite de terça-feira, 7, o projeto que institui cotas nas universidades federais. O projeto começou a tramitar em 2008 e ficou parado por um período aguardando decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a constitucionalidade das cotas - o que ocorreu no meio do ano.

De acordo com o projeto, 50% das vagas nas federais devem ser ocupadas por alunos de escolas públicas. Metade desse total será direcionada para candidatos com renda familiar de até 1,5 salário per capita. Dentro dessas vagas, a universidade deve respeitar o porcentual de negros, pardos, e índios de cada Estado, segundo o Censo do IBGE. A divisão é por curso e turno. A presidente Dilma Rousseff tem de sancionar a lei.

Mais conteúdo sobre:
lei das cotas cotas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.