Lei impõe triagem de resíduos

Em 60 dias, um grupo de estudos da Prefeitura vai decidir se uma nova lei municipal para a destinação de entulhos, aprovada pela Câmara em junho e de autoria do vereador Chico Macena (PT), entrará em vigor.Se for sancionado, o texto define que "os geradores de resíduos da construção civil são os responsáveis pela destinação dos resíduos das atividades de construção, reforma, reparos e demolições (?) bem como por aqueles resultantes dos serviços preliminares de remoção de vegetação e escavação de solo". Isso significa, por exemplo, que o condomínio que passar por reforma será responsável por assegurar a destinação correta dos resíduos e poderá ser responsabilizado com multas que vão de R$ 100 a R$ 1 mil.Os resíduos volumosos, como móveis e camas, deverão ser desmontados. Os resíduos da construção civil também terão de ser triados e separados por tipo. Os minerais, como tijolos, concreto, solo, pedras e outros, serão separados e reutilizados ou reciclados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.