Lei obriga passageiros a usar fone de ouvido nos ônibus de Campinas

Usuários que insistirem em ouvir som alto dentro dos coletivos poderão ser retirados dos veículos pela polícia

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

01 Agosto 2012 | 13h29

SÃO PAULO - Os passageiros de ônibus de Campinas, no interior do Estado, que insistirem em ouvir aparelhos sonoros sem fone de ouvido dentro dos coletivos da cidade serão expulsos dos veículos. A medida está prevista em uma lei publicada na segunda-feira, 30, no diário oficial do município, que entra em vigor em dois meses.

De acordo com a Lei nº 14.350/12, de autoria do vereador Francisco Sellin (PMDB), os usuários não poderão mais incomodar os demais passageiros com o volume alto de seus celulares, tocadores de MP3 e afins. Os que o fizerem serão orientados pelos cobradores e motoristas a usarem o fone, num primeiro momento. Se não acatarem a advertência, a polícia pode ser acionada para retirá-los à força.

A lei prevê que os coletivos exibam em local visível uma placa ou cartaz com o aviso da proibição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.